Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MINAS DE URÂNIO DE ÁZERE VÃO SER FINALMENTE RECUPERADAS

por Mäyjo, em 18.02.17

minas-de-uranio

A recuperação ambiental das antigas minas de urânio de Ázere está anunciada para 2017. Esta é uma antiga pretensão dos municípios circundantes, uma vez que no estado de degradação em que se encontram, as minas constituem uma preocupante fonte de comunicação.

 

A notícia da recuperação ambiental das Minas de Urânio de Ázere, antiga área mineira do Mondego Sul, foi avançada pelo presidente da Câmara Municipal de Tábua, Mário Loureiro. O autarca revelou que esta medida foi indicada pelo secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, como uma prioridade.

“Esta recuperação vem de encontro às inúmeras diligências efectuadas pelo município, pela União de Freguesias de Ázere e Covelo, pela IPSS ACUREDEPA, assim como outras entidades locais, que vêm assim concretizada a sua vontade de colmatar os efeitos negativos provenientes desta área mineira, que trazem consequências nefastas, não só ao concelho de Tábua, como aos concelhos limítrofes”, referiu a autarquia de Tábua.

As minas do Mondego Sul encontram-se encerradas desde 1988, data a partir da qual se mantiveram a céu aberto. O risco de contaminação do meio ambiente por partículas radioactivas através dos resíduos provenientes dos escombros das águas e areias foi identificado por diversas entidades, nomeadamente por elementos do partido Os Verdes, que visitaram as minas em 2014.

Foto: vi Creative Commons 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:13

JAPÃO ESTÁ A TRANSFORMAR CAMPOS DE GOLFE ABANDONADOS EM CENTRAIS SOLARES

por Mäyjo, em 07.07.15

golfe_SAPO

No final dos anos 80, os clubes de golfe japoneses foram inundados com propostas de novos sócios – algumas anualidades chegaram aos milhões de euros. Pouco depois, o boom do imobiliário financiou a construção de centenas de campos nos anos 90 e 2000 – demasiados, sabe-se agora –, o que levou a que, hoje, muitos deles estejam abandonados.

Quando o pós-Fukushima obrigou o país a investir nas energias renováveis – incluindo centrais solares flutuantes – o Japão viu nestes campos de golfe abandonados um excelente local para instalar novas centrais solares.

Na semana passada, a Kyocera anunciou a construção de uma central solar num antigo campo de golfe em Kyoto. A central começará a produzir energia em Setembro de 2017 e vai gerar electricidade suficiente para alimentar 8.100 casas da região.

Em Maio último, por outro lado, a empresa tinha já anunciado um projecto mais vasto, a construir no próximo ano, em Kagoshima, que terá 340.000 módulos solares e gerará energia para mais de 30.500 casas. O projecto, que estará operacional em 2018, vai reabilitar um campo de golfe construído há 30 anos.

A ideia japonesa já tem repercussões noutros países. Os operadores de golfe norte-americanos estão a passar por um período de maior desinteresse dos cidadãos pela modalidade, e têm reagido com códigos de vestuário mais liberais, programas para a família e mensalidades mais pequenas.

Porém, tal como no Japão, alguns campos de golfe estão condenados ao abandono. Dois deles, em Nova Iorque e no Minnesota, serão em breve transformados em centrais solares, avança o Quartz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:28

Novo espaço

por Mäyjo, em 07.06.11

Há novidades por aqui!

Criei um novo espaço de que também podem usufruir: https://sites.google.com/site/horadageografia/bem-vindos

 

Por isso não deixem de visitar!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:25


Este blog disponibiliza informação com utilidade para quem se interessa por Geografia. Pode também ajudar alunos que por vezes andam por aí desesperados em vésperas de teste, e não só, sem saber o que fazer...

Mais sobre mim

foto do autor


Siga-nos no Facebook

Geografando no Facebook

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D